#RetroAnime – Yagami-kun no Katei no Jijō

Yagami-kun no Katei no Jijō é um OVA de 1990 baseado num manga do mesmo nome.

Sinopse:

Yuji Yagami é um estudante do secundário com um problema incomum – ele sofre do complexo de Édipo e está apaixonado pela mãe. Quando Yuji recebe uma carta de uma estranha no dia dos namorados, sua situação começa a ficar complicada.

Review

Bem, em suma, a mãe do protagonista parece ter 14 anos e o seu filho está “abertamente” apaixonada por ela. Infelizmente o caso não fica por aqui, o professor e colegas de Yuji também estao apaixonado pelar sua mãe, e assim os rivais do amor brigam na sala de aula, além de planearem a queda do seu inimigo comum, o marido. O pai de Yuji tem uma secretária apaixonada por ele. Mas uma vez que ela descobriu que ele é casado tão “jovem”, ela voltou sua atenção para o filho, que agora está dividido entre a própria mãe e uma namorada ingênua. Mais tarde, a turma recebe uma nova aluna que se parece exactamente com a mãe, pela qual todos se apaixonam. Excepto que o aluna é um ele …

Na minha opinião este é um daqueles anime que beneficiava mais ser só de um episódio do que se prolongar por 3. Por mim bastava ficar-mos pelo episódio 1 e no dilema do filho.

Ele sabe que os sentimentos que sente são errados, ele aceita que isto tudo é errado mas ao mesmo tempo ele é um idiota que permite que as seus hormonas o superem quase sempre. Então ele começa a conspirar contra o pai e o seu casamento incrivelmente estável e amoroso de seus pais.  Os amigos na escola, que são de alguma forma ainda mais descontrolados pelas hormonas do que Yagami, começam a irrita-lo com seu complexo materno fora de controle quando estes também ficando um pouco excitados com a mãe dele. Livrar-se de seus amigos cada vez mais irritantes fornece combustível para as inúmeras cenas selvagens na mente do jovem, é graças aos seus amigos que o jovem Yuji começa a imaginar cenários românticos com a mãe na sua cabeça.

A mãe de Yagami permaneçe na maior parte da história parva e ignorante do quão longe as perversões do filho chegaram, ela não é burra e frequentemente prova ser um adulto capaz mas, mais frequentemente, ela está lá apenas para fazer o papel da japonesa idealizada – eternamente jovem e efervescente, dedicada à sua família e adorável. Outras mulheres tentam chamar a atenção de Yagami, mas contra a mãe dele, elas não têm chance.

 

Após ler a premisa lancei um suspiro profundo. O enredo até que é interessante de ser desenvolvido mas nao neste caso, tem tantos momentos de comédia absurda que acabam por estragar o que é sindrome complexo não é nada mais que uma tentativa desesperada e cínica de tentar agradar os otakus.

Não há muito para desfrutar; certamente não à arte, que é feia, desleixada e claramente nada interessante. E além disso a música de fundo soa a “Don’t Stop Til You Get Enough”, de Michael Jackson, não há realmente muito neste OVA que valhe a pena

 

 
\o/ AQUI! senpai...
por favor adicione em sua Whitelist(lista branca) nosso endereço para
permitir a exibição de anúncios!
Arigato!
\o/ AQUI! senpai...
por favor adicione em sua Whitelist (lista branca) nosso
endereço para
permitir a exibição
de anúncios!

Arigato!