O Futuro de Lost Canvas

Uma mensagem de Shiori Teshirogi, mangaká responsável pelo título Saint Seiya – The Lost Canvas, reascendeu as esperanças de todos os fãs ao redor do mundo acerca de uma continuação da versão animada da obra.

Saint Seiya – The Lost CanvasNo texto de despedida do último volume da série Gaiden (que traz a cada edição uma história solo de um cavaleiro de Ouro – sendo a final baseada em Shion de Áries) em seu blog pessoal, Shiori deu aquele que seria o seu adeus definitivo da franquia, mas com uma deixa: a de que o ano que vem seria “crucial” para Seiya e Lost Canvas.

Desde o lançamento da versão animada da Saga de Hades, todo ano tivemos algo relacionado aos Cavaleiros do Zodíaco em anime. Não seria novidade termos mais coisas em 2016, exceto se essa coisa for Lost Canvas.

Única série da marca desenvolvida fora da Toei Animation (o estúdio responsável é o TMS), Lost Canvas rendeu duas temporadas, sendo cancelada antes de seu final, em julho de 2011. Nunca houve um pronunciamento oficial sobre o porquê do fim prematuro, mas os fãs alimentam duas grandes hipóteses. A primeira e básica, é a de que o anime não rendeu o lucro esperado. A segunda dá conta de um problema judicial envolvendo a TMS e a Toei por conta dos direitos da marca Saint Seiya.

Um desses problemas é bastante conhecido no Brasil. Quando lançado por aqui, tanto em mangá (pela JBC) quanto em DVD (pela Flashstar), Lost Canvas veio acompanhado pelo título “Os Cavaleiros do Zodíaco”. Essa é uma marca de propriedade da Toei, o que fez com que a continuidade das obras viesse com o título original, “Saint Seiya”.

Agora, é de se espantar um pouco que Lost Canvas tenha sido tão fracassado assim. Sua versão em mangá é o título mais longevo da história da franquia. Só a série de quadrinhos original tem 25 volumes, somada a mais 13 da série Gaiden, o número vai de encontro aos 28 da publicação oitentista de Masami Kurumada.

Recebido inicialmente com desconfiança pelos fãs do traço original, Lost Canvas acabou se tornando o queridinho da maioria, provando como os clichês da mitologia de Kurumada poderiam se tornar mais agradáveis e bem arranjados. Particularmente, cheguei a ver muita gente que não gostava de Cavaleiros do Zodíaco passar a se interessar pela história aqui, muito também graças à excelente animação da TMS, que deveria fazer escola à Toei.

Boato por boato, continuamos na torcida à espera do ano que vem.

Fonte: JBox.com.br

 

\o/ AQUI! senpai...


por favor adicione em sua Whitelist(lista branca) nosso endereço para
permitir a exibição de anúncios!
Arigato!

\o/ AQUI! senpai...


por favor adicione em sua Whitelist (lista branca) nosso
endereço para
permitir a exibição
de anúncios!

Arigato!