Anime E Arte – Gustav Klimt PARTE 1


O Beijo – 1908

Gustav Klimt – 1862 – 1918 – As suas obras foram reproduzidas até à exaustão em todo o mundo. O seu trabalho não apenas vive em museus   como também nos lugares mais improváveis: canecas, camisolas, tatuagens, porta-chaves, porcelana, tecidos e qualquer outro produto de design industrial. ironicamente dedicado a retratar a arte inimitável de Gustav Klimt.
Vários foram as referências ao aclamado artista europeu em diferentes séries. Dois deles são Elfen Lied e Sora no Woto, cuja abertura é uma homenagem às obras mais reconhecidas de Klimt.

Essas aberturas não são uma mera sequência de imagens recapituladas da série; no anime eles desempenham um papel fundamental como a essência do enredo a ser desenvolvido. Apresentam algumas imagens que, acompanhadas pela trilha sonora e pelos personagens em cenas independentes do enredo, explicam brevemente a semiótica da estrutura narrativa.

Elfen Lied – Baseado no mangá de Lynn Okamoto (2002) e dirigido por Mamoru Kanbe, Elfen Lied é um gênero popular de anime e gore. A série explora tanto o mais nefasto quanto o mais belo da condição humana através da sua protagonista. Lucy, um diclonius, uma nova raça de ser humano com poderes psíquicos que ameaçam o futuro da humanidade como a conhecemos.
O enredo enfrenta vários problemas éticos, desde experiências com seres humanos, discriminação, misoginia e abuso sexual, temas que vibram no delicado tecido moral da sociedade. O uso do trabalho de Klimt não é aleatório, funciona como uma alegoria dos conceitos que exploram a história e os personagens.

Fulfillment (1909)

Em sua arte simbolista, Klimt proclama a proeminência das mulheres. Sexualidade feminina e sensualidade como um arquétipo do puramente estético. Cada referência às pinturas do pintor, as posições com as quais os personagens fazem alusão a elas, são em si mesmas uma peça elementar para interpretar o que o universo de Elfen Lied desenvolve em apenas 13 episódios. Uma série que pode ferir a sensibilidade, mas que também pode curar as feridas mais ocultas. Como em Klimt, algumas obras podem gerar desconforto, enquanto outras podem nos dar felicidade.

As Lagrimas de Freya

Em sua arte simbolista, Klimt proclama a proeminência das mulheres. Sexualidade feminina e sensualidade como um arquétipo do puramente estético. Cada referência às pinturas do pintor, as posições com as quais os personagens fazem alusão a elas, são em si mesmas uma peça elementar para interpretar o que o universo de Elfen Lied desenvolve em apenas 13 episódios. Uma série que pode ferir a sensibilidade, mas que também pode curar as feridas mais ocultas. Como em Klimt, algumas obras podem gerar desconforto, enquanto outras podem nos dar felicidade.

As Três Idades da Mulher (1905) (representado nesta e nas seguintes ilustrações)

Retrato de Adele Bloch-Bauer I (1907)

Retrado de Mäda Primavesi (1912)
Mäda Primavesi era uma jovem independente e assertiva, qualidades amplamente captadas neste retrato dela aos nove anos de idade. – Museu Metropolitano de Arte
A idade e a personalidade da Mäda Primavesi de fato se encaixam na de Nana. É o retrato simpático do diretor de uma menina muito real.


The Girlfriends (1916)
As duas mulheres, possivelmente lésbicas, em The Girlfriends estão próximas umas das outras, assim como Mayu está perto de Nana, cujo retrato aparece imediatamente após o dela. Mayu tem mais à vontade com Nana do que Kouta.

De volta à ilustração as Três Mulheres – Yuka, Mayu e Nana, de idades aproximadamente 19, 13 e 7 respetivamente (segundo a Wikia). Em outras palavras, da mais velha para a mais nova, do menos infeliz para o mais infeliz, e na ordem da primeira aparição no anime. É curioso ver três mulheres de diferentes idades (idade adulta, adolescência e infância).

 

Water Serpents I
Originalmente, Klimt nomeou este trabalho de Water Serpents I como um pretexto para mostrar o corpo feminino em um contexto erótico sem temer a censura. O anime é certamente desafiador a empurrar os limites da censura com sua nudez.

Water Serpents II   
A última cena pode ter ido buscar inspiraçãoo ao quadro Water Serpents II (1904), mas em última análise, é apenas uma rotação de 90 graus do The Fulfillment,, com uma ligeira mudança na cabeça e nas mãos de Lucy.

Danae – 1907

No encerramento da série podemos vislumbrar Lucy representando outro dos quadros de Gustav Klimt, neste caso “Danae”, a deusa grega símbolo de feminilidade.

Adam & Eve (1917) Medicine (1897)

 

 

 

 

 

\o/ AQUI! senpai...


por favor adicione em sua Whitelist(lista branca) nosso endereço para
permitir a exibição de anúncios!
Arigato!

\o/ AQUI! senpai...


por favor adicione em sua Whitelist (lista branca) nosso
endereço para
permitir a exibição
de anúncios!

Arigato!